Arquivo para julho \24\UTC 2011

Harry Potter – a saga chega ao fim.

Com a chegada do fim da saga dos filmes Harry Potter, o blog resolveu fazer uma pequena homenagem a turma do bruxinho. Mas eu não sou tão fã da série para fazer uma homenagem à altura, e por isso chamei meu amigo Lucas Valdez – que é fánatico pela saga – para escrever um texto sobre tudo isso.

Se liga:

*****

Há muitos anos, uma certa escritora chamada Joanne Kathleen Rowling criou uma simples história de um bruxinho com uma cicatriz de raio na testa. Mas ninguém iria imaginar que desta simples história surgiria uma saga, composta por 7 livros.

Com o passar dos anos, esses livros conseguiram um grandioso número de fãs por todo o mundo. E vendo que começaram a fazer sucesso, decidiram criar também os filmes.

Tudo começou em 2001, com o lançamento de Harry Potter e a Pedra Filosofal. Anos se passaram e os outros filmes também começaram a ser lançados, e quando deram-se por si, Harry Potter já estava no topo dos melhores filmes, arrecadando bilhões de dólares cada filme.

Infelizmente, este ano tivemos que dizer adeus à todo esse mundo de magia que fez parte da infância de muita gente.Particularmente, digo que sentirei muita falta de sentir aquela ansiedade de esperar os filmes estrearem nos cinemas (vendo os pôsteres,os trailers e as notícias pela internet); sentirei falta de grande parte dos personagens, como a inteligente Hermione, o atrapalhado Rony, o sábio Dumbledore, o misterioso Snape, o vilão Voldemort, a louca Belatriz, entre outros; sentirei falta da grande Hogwarts e dos feitiços usados durante história. Mas não devemos perder esse sentimento que temos por esta saga. É difícil, mas temos que nos contentar com o fim. Afinal, um dia tudo acaba.

Fazendo uma breve crítica ao último filme (Relíquias da Morte – Parte 2), devo dizer que foi um excelente filme. Em outras palavras : MUITO FODA!! Claro que, como nos outros filmes, eles tiveram que fazer uma adaptação.

Em geral, Harry Potter é um filme que jamais deve ser esquecido, e creio eu que, futuramente, ele será uma relíquia, um clássico dos filmes de aventura. E para que isso ocorra, é necessário que as pessoas vejam os filmes e também leiam os livros (pois tem muita coisa que tem no livro e não tem no filme).

E para os fãs basta rever tudo de novo pra matar a saudade da saga que mudou as nossas vidas.

Lucas Valdez

Faixa preta.

Você sabe o que é um ippon?

Bem, o ippon é um golpe de judô que é chamado de “golpe perfeito”. Isso acontece quando o golpe foi feito de modo correto, causando a projeção do oponente ao chão, com queda, desde que tenha ficado com as costas completamente no tatame e… AAAH IPPON É ISSO AI:

UHASHUAUSUH acabamos de descobrir que além de um craque de bola, Cristiano Ronaldo poderia representar a equipe de judô portuguesa nas olimpíadas. Mas que golpe perfeito maluco!

Mas como era uma partida de futebol e não um tatame, o Cristiano tomou cartão amarelo e ainda teve o gol da sua equipe anulado.

Golpe certo na hora errada, tsc!

Luz, câmera, ação.

Como eu já falei num post aqui no ano passado, as notas de inglês que recebo na minha escola são puramente trabalhos que a professora passa, a maioria em cartaz.

E também já postei aqui sobre ano passado, quando essa professora resolveu dar como trabalho a gravação de um clipe de uma música qualquer – em inglês, óbvio – que seria apresentado para outras turmas depois.

Na ocasião, deixei claro pro meu grupo que a melhor coisa a se fazer era atuar, e não dançar, pois teriamos que ficar ensaiando e decorando passos, o que não seria legal. Eles deram um singelo foda-se para minha opnião e resolveram dançar Jai-ho, das Pussycat Dolls.

O resultado foi mais ou menos o que eu já esperava: TODOS os outros clipes da nossa turma foram de atuação, e só o nosso dançando. E ficou uma merda. Aliás, eu dançando ficou pior ainda. Esse era um dos motivos de eu não querer dançar, mas enfim.

Esse ano a professora resolveu pedir esse trabalho de novo, já que os do ano passado ficaram legais. E dessa vez meu grupo não irá dançar. Sabe por quê?

Porque não tem mulher no grupo dessa vez. Simples assim. Mulheres atrapalham (algumas, não todas. Por favor não me xinguem garotas) querendo dançar e acham que nós homens temos a obrigação de dançar igual o Justin Timberlake ou Chris Brown.

No grupo somos 4 homens e parece que o mais interessado mesmo no clipe sou eu, então quem tá meio que coordenando tudo soy yo. Até pouco tempo eu tinha certeza que faríamos o clipe que eu queria fazer ano passado, The Rock Show do Blink-182. Mas eu fiquei meio na dúvida nos últimos dias depois de ver dois clipes – os dois coincidentemente da mesma banda: Foo Fighters.

Eu tou levando muito em conta a facilidade com que faríamos o clipe (lugar, figurantes, etc e tal), o humor contido no clipe e a fodacidade da música e o clipe juntos. E tou um pouco inclinado a escolher um certo clipe, o qual não falarei pra não estragar a surpresa.

Porém, não tenho certeza de nada ainda. Então resolvi pedir a opnião de vocês sobre qual dos três clipes a seguir eu devo fazer com o meu grupo (que aliás consiste de Caio, Pedro e Rodrigo):

Blink-182 – The Rock Show

Eu tive a idéia de fazer esse clipe pelo simples fato de que os integrantes da banda não fazem nada além de merda nesse clipe. Cara, fazer merda é algum comum da natureza de qualquer adolescente de 15 pra 18 anos.

Os contras desse clipe é que nós não temos o dinheiro que esses caras tiveram pra gastar no clipe. Nosso orçamento é de no máximo 6 reais, 33 centavos e um vale transporte. E outro problema é que as besteiras que eles fizeram eram de alto nível. Nós não temos como fazer igual, então teriamos que readaptar para o nosso grupo.

Foo Fighters – Breakout

Escolhi esse principalmente por causa do humor. É um clipe antigo mas com um humor bem atual e essa música é viciante. Também gostei da idéia de fazer cenas em que dividisse a tela entre os quatro integrantes do grupo cantando a música pra câmera, igual tem em algumas partes do clipe original.

O problema é o lugar onde gravaríamos. Como vocês devem saber, no Brasil não existe cinemas nos estilos antigos americanos, em que o povo via o filme direto do carro. E gravar num cinema comum é impossivel, pois não deixariam a gente gravar la dentro – iam achar que estávamos gravando o filme e nos expulsariam da sala.

O único jeito seria modificar o lugar onde ocorre a parada toda, mas isso também implicaria em toda a história do clipe, o que daria um trabalho enorme.

Foo Fighters – Walk

Esse clipe é extremamente novo, sendo que foi lançado a duas semanas atrás. Igual ao outro clipe do Foo Fighters ele tem um ótimo humor, o que é ponto positivo. As situações pelas quais o vocalista passa durante o clipe seriam fáceis de recriar e até adaptar para nosso grupo.

Agora, um grande empecilho é o número de figurantes que teriamos que usar. Outro problema é o final do clipe, pois não faço a mínima idéia de onde arranjar todos os instrumentos. Mas na verdade, todos os clipes que eu to cogitando precisa de instrumentos, então isso não é desculpa. Eu acho.

Então é isso, esses são os clipes que estamos pensando seriamente em fazer. Dê ai nos comentários a sua opnião sobre qual deles é mais legal para recriarmos.

Ah, e prometo botar o resultado final aqui no blog.

Teoria da privada

Desde os tempos mais primórdios existe uma distância de anos-luz entre os universos femininos e masculinos. Eles – graças a Deus – não se batem, não combinam, ou seja são totalmente diferentes. E diferença gera divergência assim como em qualquer guerra mundial que se preze. Aliás, ai fica a dica se você quer dar início a uma guerra mundial.

Essas diferenças  ficam mais evidentes quando você mora com alguém do sexo oposto (lê-se sua mãe). Pequenos detalhes que podem fazer você ir a loucura total e pensar seriamente em jogar a outra pessoa pela janela.

Como homem digo que as mulheres são muito frescas, algumas ao extremo, e vivem cheias de manias que parecem que nasceram programadas no cérebro delas. E se você pobre homem desrespeitar essas manias delas, vai ouvir um esporro durante o dia todo e até o final da noite.

E acordado de madrugada num dia qualquer dessa última semana me vi assintindo filmes eróticos um papo entre Jô Soares e PC Siqueira sobre diversos assuntos. Eis que o Siqueira começa a falar sobre o seu hábito de mijar sentado, que “é mais higiênico” e todo tipo de desculpa possível para evitar que o chamem de viado. E desse tema o Jô levantou uma questão que é o coração desse texto: “Por que as mulheres ficam bravas quando o homem não abaixa a tampa do vaso?”

Cara, essa é a pergunta que move o mundo. Por que diabos eu, homem, devo abaixar a droga da tampa? As mulheres reclamam quando nós não levantamos a tampa para nos aliviar – e isso eu até entendo porque homem é ruim de mira pra caralho e acaba mijando a porra da tampa toda, mas porque eu deveria ser obrigado a abaixar a bendita tampa?

Uma mulher na platéia do Jô falou que é pra evitar a mulher não perceber que a tampa está levantada e ir direto pelo cano da privada. E novamente faço das palavras do Jô minhas palavras : “Que tipo de mulher é tapada o suficiente pra não olhar pra privada antes de sentar?”

Porra, se você é mulher e também acha que o homem tem obrigação de abaixar a tampa você automaticamente está levantando a bandeira de “Sou lerda, tapada e tenho o hábito de tomar banho de privada”. Só de imaginar uma pessoa caindo privada abaixo me dá vontade de rir.

Sério mulheres, só façam o pequeno esforço de observar aonde vão sentar. Não é tão difícil e vai poupar a vocês um banho de água não confiável.

They keep me up all night

Quem lê esse blog aqui a algum tempo já deve ter noção da minha paixão pela banda Blink-182. E apesar da banda existir desde 1993 (ou 94, não lembro ao certo), eu só os conheci de verdade no fim de 2008.

Na verdade, eu só conheci a banda porque tava ouvindo algumas músicas do Sum 41 no You Tube e entre os vídeos relacionados tava lá o épico “All The Small Things”. No fim, descobri que eu já conhecia 3 músicas dessa banda, virei fãzasso (essa palavra existe?) deles e sinceramente parece que eu os acompanho desde o seu primeiro albúm.

Mas junto com a alegria de descobrir a banda em 2008, também descobri que eles tinham acabado em 2005, o que me fez ficar triste, porque porra, nunca iria num show deles. Só que, como sou pé quente pra caralho, em abril de 2009 eles anunciam que estão de volta.

Blink anuncia sua volta no Grammy de 2009.

Orgasmos múltiplos de felicidade a parte, eu venho acompanhando cada passo deles pelo site Action 182 desde que anunciaram que estavam de volta, na esperança de anunciarem um cd novo ou uma música nova.

E esse dia chegou.

Ontem, depois de 6 anos sem lançar uma música nova – apesar de algumas pessoas dizerem que são 8 anos, em 2005 eles lançaram o cd “Greatest Hits” com os maiores sucessos deles, só que nesse cd havia uma faixa bônus de uma música inédita até então, “Not Now”, então vai tomar no cu, são 6 anos – , o baixista/vocalista Mark Hoppus divulgou o primeiro single do novo albúm do Blink, entitulado “Up All Night”.

Meus olhos encheram d’água como uma criança africana quando ganha um prato de comida , quando eu li “Ouça agora o mais novo single de Blink-182”. Na minha cabeça, só me veio em mente palavrões para expressar o que eu tava sentindo. Mas vou poupar vocês dessa parte.

Sem me alongar mais, curtam aí o novo som da banda Blink-182, a melhor do mundo huahuahua.

E como sou bonzinho, vou disponibilizar aqui a letra também.

Blink-182 – Up All Night

Everyone wants to call it all around our life with a better name
Everyone falls and spins and gets up again with a friend who does the same
Everyone lies and cheats their wants and needs and still believes their heart
And everyone gets the chills, the kind that kills when the pain begins to start

We’ll get this straight
Do you want me here?
As I struggle through each and every year
And all these demons, they keep me up all night
They keep me up all night

Everyone’s cross to bear’s a crown they wear on endless holiday
Everyone raises kids in a world that changes life to a bitter game
Everyone works and fights, stays up all night to celebrate the day
And everyone lives to tell the tale of how we die alone some day

We’ll get this straight
Do you want me here?
As I struggle through each and every year
And all these demons, they keep me up all night
They keep me up all night

Esse é craque

Eu fiz uma promessa a mim mesmo de que iria evitar escrever sobre futebol nos próximos posts – os meus 4 últimos praticamente só foram sobre isso.

Porém, ocorreu um lance no jogo desse final de semana entre Bahia e Botafogo que transcende as barreiras futebolísticas, e que até você mulher, que não consegue entender a regra do impedimento nem por um caralho, vai achar no mínimo interessante (isso se não se cagar de rir).

Perceba a graciosidade das jogadas desse animal (que se chama Maranhão, mas Animal é mais próprio). Ele quer chutar o vento pra enganar o adversário, só que nisso ele erra a pisada, PISA NO PRÓPRIO PÉ, TROPEÇA E CAI SOBRE O PRÓPRIO BRAÇO. Esse é seleça.

Toda vez que eu vejo essa cena me dá uma vontade enorme de gargalhar e esculachar muito esse pobre coitado, mas o fato dele ter sofrido uma luxação no braço – que é tão ruim quanto se tivesse quebrado – me faz ter o bom senso de pelo mesmo tentar não rir.

Só tentar.

Os 5 maiores frangos que eu já vi

No mundo futebolístico, um “frango” é quando o goleiro de um time falha ridiculamente em um lance considerado fácil, e acaba levando um gol, prejudicando o time todo.

Durante essa semana o goleirão Rogério Ceni, do São Paulo G.L.S. FC, nos presenteou com dois frangos em dois jogos seguidos (um contra o Corinthians e outro contra o Botafogo). Todo esse clima franguístico me fez relembrar das maiores falhas que eu já assisti de um goleiro em um jogo de futebol.

Então resolvi compartilhar com vocês esses momentos hilários:

#1 – Rogério Ceni (Corinthians x São Paulo)

Esse aqui vai ser o primeiro da lista porque vocês provavelmente já viram essa semana.

Aconteceu no clássico entre Gambás e Bambis no estádio Pacaembu. No jogo em questão, o São Paulo tomou um “sapeca ieié” de 5 x 0. A falha do Rogério Ceni ocorreu quando seu time já tava tomando de 4 – como todo são paulino gosta.

Com o resultado vexaminoso e essa falha grotesca, seria melhor ser muçulmano nos EUA do que São Paulino em São Paulo durante essa semana.

#2 – Julio César (Botafogo x Figueirense)

Se você é botafoguense, só de ouvir esse nome sente calafrios. Julio César cresceu na base do Botafogo e foi o goleiro do time principal durante a temporada de 2007.

O fato de você provavelmente não saber quem esse cara é, está relacionado aos vários frangos (como esse aqui) que ele tomou quando era titular. Logo virou reserva, pediu pra sair do Botafogo e hoje em dia deve estar encostado em algum clube da Série B.*(um grande asterístico aqui – ler no final do texto)

Entre os vários frangos, escolhi esse por um motivo especial. Esse frangaço ocorreu na Copa do Brasil de 2007 e ele custou a classificação do Fogão. Os botafoguenses choram até hoje por esse jogo, dizendo que a bandeirinha Ana Paula – lembra dela? Posou pra Playboy e tudo depois desse jogo – ferraram eles.

E ver o Cuca chorando com aquele gol não tem preço.

#3 – Viteri (Brasil x Equador)

Sinceramente nunca ouvi falar nesse goleiro, mas a falha cometida por ele é inesquecível.

Aconteceu no Jogo Brasil x Equador, no Maracanã, pelas Eliminatórias da Copa em 2007. O Brasil venceu esse jogo por 5×0, com direito aquele drible estonteante do Robinho no zagueiro equatoriano, em que ele dribla na lateral, toca pro meio da área e o Elano faz o gol.

O goleiro tomou esse gol nas mesmas circunstâncias do frango do Rogério Ceni: já tomava de 4 quando falhou.

Agora, chamo a atenção de vocês nesse vídeo para o Kaká, autor do gol. Não porque você, mulher gritante, acha ele bonito. Percebam que ele ficou tão sem graça de comemorar um gol desses que nem sabia o que fazer.

#4 – Bruno (Flamengo x Botafogo)

Antes de frequentar os campos dos presídios, o goleiro/matador Bruno já falhou feio. E não estou falando sobre a Elisa.

Na final do Carioca de 2007 – se não me engano – entre Botafogo e Flamengo, antes de ir pro intervalo e com o jogo empatado na nulidade, o garotão ai engoliu um frangasso e ainda quis por a culpa na curva da bola.

Alguém me diz o que ele quis fazer ali? Percebam que ele tenta inicialmente defender a bola com uma manchete, jogada típica do Vôlei, mas ao perceber que não ia conseguir, ele tenta defender com o COTOVELO??

Como diria um narrador do Sportv: Que desagradável!

#5 – Clemer (Vasco x Internacional)

Esse último frango aconteceu em 2008, no jogo entre meu Vascão e o Inter, em São Januário.

Clemer é conhecido no mundo futebolístico tupiniquim como um grande frangueiro, mas não sei porque raios, ele é ídolo no Internacional. Ou melhor, foi, pois já se aposentou.

Esse frango foi horrível, e foi o gol que abriu caminho para os 4×0 que o Vasco sapecou nesse dia. Podemos também botar 20% da culpa desse gol no zagueirão que fez esse recuo para o goleiro. É uma puta falta de sacanagem recuar uma bola assim para o seu próprio goleiro. Foi como se o zagueiro estivesse dizendo “Se fode agora pra pegar essa aí”.

Agora, o ponto negativo desse jogo é o ano em que aconteceu. Foi em dos mil e ocho, ano em que o Vasco, percebam vocês, não caiu, mas apenas desceu um degrau para a Segunda divisão.

*****

*OBS.: Acabei de descobrir que o goleiro Julio César se encontra hoje em dia na reserva do clube português Benfica. Como é que eu não sei.


Follow Politicamente Corretos 4.0 on WordPress.com

Visitas

  • 126,592 Bizoiadas

Destaques

Desenhos/séries que marcaram minha infância : Você têm saudades de quando era criança? Então saiba aqui os 5 desenhos que sinto mais falta;

Caos no Rio de Janeiro : Saiba tudo o que aconteceu quando houve a grande guerra entre o morro e a polícia carioca, além da tomada do Alemão;

Prêmio multishow, um fiasco : A versão 2010 do prêmio que premia as melhores bandas e cantores do Brasil foi um tanto quanto estranha. Saiba porquê.

-Mais dos melhores posts você vê aqui


%d blogueiros gostam disto: