Arquivo para abril \29\UTC 2011

#PrecoJusto

Se você tem andado antenado com as novidades internéticas, já devem saber do manifesto “Preço Justo”, manifesto esse que tem como porta voz o vlogueiro topetudo Felipe Neto.

Antes de mais nada, assistam o video postado por ele no You Tube:

Como vocês puderam perceber, esse manifesto tem como reinvidicação a queda dos grandesimpostos do governo tupiniquim em cima de produtos importados, que são altos PRA CARALHO.

Eu gostaria de saber o por que de o governo desse país adorar fuder sua população sem nenhum motivo aparente. A porra do governo quer que a gente consuma mais e mais produtos, só que eles querem que sejam produtos brasileiros, para assim engrandecer o mercado brasileiro e blá blá blá.

Se você é uma dessas pessoas que falam “Ah, a culpa disso tudo é esse sistema capitalista, que nos faz consumir mais e mais e só nos fode. Precisamos de um país igualitário, em que não hajam diferenças sociais. Viva o socialismo, uhul!, você é uma pessoa totalmente idiota. O socialismo já teve varias idéias que no papel pareciam lindas e maravilhosas, no maior estilo Moisés salvando os hebreus do Egito, só que na prática sempre se mostrou falho.

O problema do Brasil não é o sistema capitalista em si, mas sim o descompromisso do governo com a porra do próprio sistema capitalista. Na teoria, a gente deveria pagar esses impostos (não tão gigantes como são, mas tudo bem, esse não é o foco) e em troca deveriamos receber saúde, educação, oportunidades de emprego, etc e tal, tudo DE GRAÇA E NA MAIOR CLASSE POSSÍVEL.

Só que isso não acontece.


Nós somos estuprados por esse impostos de corno que eles impõe para nós, e ainda se acham no direito de serem desleixados com todas as áreas públicas possíveis, além de pagar um salário mínimo ridículo ao trabalhador.

E isso nos leva aos produtos importados. A porra de um produto americano que é revendido aqui no Brasil vêm com quase o TRIPLO do preço que você pagaria se pegasse um avião agora pros ISTATES com o intuíto de trazer muamba pra cá. Isso tá errado!

Uma pesquisa que eu li em algum lugar a muito tempo dizia que um mendigo ganha por média 1000 dólares nos EUA só pedindo esmola nas ruas. Agora, um Playstation 3 custa por volta de 200 dólares lá.

Ou seja, UM MENDIGO NOS EUA CONSEGUE COMPRAR UM PS3 APENAS COM DINHEIRO DE ESMOLA E AINDA SOBRA MAIS UNS 800 DÓLARES PARA ELE USAR PRA LIMPAR A BUNDA. JÁ AQUI NO BRASIL, SE VOCÊ RECEBER SÓ UM SALÁRIO MÍNIMO, TERIA QUE DAR A BUNDA, VENDER SUA ALMA, E AINDA ASSIM IA FICAR FALTANDO UNS TROCADOS.

E pior, como o salário mínimo no Brasil é de 545 reais por mês, UM MENDIGO GANHA QUASE O DOBRO DO QUE O CORNO DE UM TRABALHADOR BRASILEIRO. E olha que 1000 dólares lá não é nada, já que o salário mínimo lá é de 2000 dólares. É como se o mendigo daqui estivesse ganhando 225 reais por mês, só que em compensação lá ele pode comprar uma televisão de LED, um videogame e ainda um notebook. Nem sei como esses filhos da puta são mendigos.

Então meu caro leitor, ta na hora de você tomar vergonha nessa cara e tomar a porra de uma atitude nessa merda. Eu apoio totalmente esse manifesto liderado pelo Felipe Neto. Entrem na merda do site do manifesto e assinem essa bagaça. Vamos fazer valer nossos direitos.

Aliás, não assinem o manifesto apenas, divulguem essa campanha no Orkut, Twitter, Facebook, Formspring, e até nos comentários dos sites pornôs – que eu sei que você visita, seu punheteiro.

Afinal, to cansado de ter que ir até a Uruguaiana comprar jogos piratas pro meu XBOX 360.

Ótima Páscoa.

Ontem o Vasco jogou a semifinal da Taça Rio contra o Olaria e venceu por 1 a 0.

Eu sei que eu não falo de futebol aqui a muito tempo, mas só queria aproveitar pra dizer que MEU TIME TA NA FINAL E VAI PASSAR POR CIMA DOS MULAMBOS OU DOS TRICOLETES.

Só tenho um recado para todos os outros torcedores dos outros times:

UH, VAI PRA CIMA, É O TREM-BALA DA COLINA /+/


Ah, e feliz Páscoa para todos.

Como conquistar uma mina

Achei esse video no You Tube que talvez ajude você, forever alone, a se dar bem com as gatinhas da sua rua.

Ou pelo menos vai te fazer dar umas risadas.

Boa sorte na tentativa.

Screaming Bloody Murder

A grande verdade é que esse blog aqui perdeu um pouco a variedade de assuntos.

No começo a intenção era postar aqui sobre tudo que fosse possível: tecnologia, música, esporte, tv, humor, e no meio disso tudo os famosos posts “It’s my life”, em que são contadas histórias sobre os blogueiros daqui.

E de fato, o primeiro post desse blog foi sobre música. Mais exatamente sobre o até então recém lançado EP da banda Angels & Airwaves, entitulado “Love”.

Então estamos voltando as origens nesse post: O novo cd da banda americana SUM 41 me fez ter vontade de escrever sobre música de novo. Então vamos lá.

Pra começar, se você gosta de punk rock e NUNCA ouviu falar sobre o SUM 41, você não merece meu respeito e de nenhum tipo de roqueiro.

(Obs.: eu não sou roqueiro, sou o que chamam de eclético;)

Mas falando sério, você que já viu a aclamada série de filmes American Pie, já deve ter ouvido pelo menos uma música dessa banda. Ela nasceu em 1996 e teve como integrantes Derick Whibley (guitarra e vocal) – que já foi casado com a Avril Lavigne por alguns poucos anos – , Steve Jocs (bateria), Cone McCaslin (baixo e back vocal) e Dave Baksh (guitarra e back vocal).

Confira só se você já não ouviu essa música aqui:

Na verdade foram duas músicas, mas enfim. Aposto que você conhece uma delas.

Essa banda aí que você acabou de ver tinha lançado seu último cd em 2007, chamado “Underclass Hero”. Durante esses anos, perdeu seu guitarrista Dave Baksh – que decidiu meter o pé da banda – e tiveram a entrada do novo guitarrista Tom Thacker, que no começo era só um tapa buraco para os shows, mas acabou se oficializando na banda no ano passado.

E depois de quase 4 anos sem lançar nada de novo – tirando um cd “Greatest Hits” em 2009 – eles lançaram no começo do mês seu novo albúm, “Screaming Bloody Murder”.

E porra, eu achei esse cd muito foda.

A muito tempo que não vejo uma banda lançar um cd ao antigo estilo Punk Rock, com boas pegadas na guitarra e com uma bateria excitante. Obviamente a banda não é mais formada por adolescentes revoltados com boas letras sobre sua revolta com o mundo todo, mas com a idade veio um amadurecimento da banda muito benéfico. Na verdade, eles fugiram um pouco do Punk Rock e caíram um pouco mais pro Rock original.

As músicas mais fodas pra mim são “Scumfuck”, “Happiness Machine” e a música que dá nome ao albúm, “Screaming Bloody Murder”.

Recomendo pra todos que gostam pelo menos um pouco de rock que baixem esse cd, que não fica pra trás em nada nas músicas hits do SUM 41.

Fui me alistar no quartel.

Como todos vocês devem saber, um indivíduo brasileiro no ano em que completa 18 anos deve se apresentar ao quartel e se alistar. O que não quer dizer que vai necessariamente servir.

Pois bem. No dia 29 de Setembro desse ano faço 18 anos e, como consequência, sou obrigado a me alistar.

Desde criança eu ouço parentes e conhecidos comentando coisas do tipo “Aaah, quando você tiver 18 anos vai ter que se alistar eeein. Vai ter que pegar o sabonete no chuveeeiro” e por aí vai. Isso me causou um trauma do alistamento militar FODIDO desde criancinha. Mas minha mãe sempre passou a mão na minha cabeça e dizia “Calma, você é filho único, existe a lei do Arrimo de Família, você não vai precisar servir e blá blá blá”.

A lei do Arrimo de Família, segundo minha mãe, era de que filho único não poderia servir ao quartel pois se acontecesse uma guerra e esse filho morresse, os pais do tal ficariam sem ninguém para consolá-los, coisa que não aconteceria se a pessoa tivesse um irmão. (?)

Mas na verdade, ano passado fui procurar na internet sobre essa lei e descobri o que ela significa:

No caso do cidadão alistado ser legalmente casado, ser pai (e possuir registro civil de nascimento dos filhos em seu nome) ou sustentar a família, poderá encaminhar processo de arrimo de família, que o dispensa do Serviço Militar.

Como vocês podem perceber, eu não sou casado, não tenho filhos e não sustento nem mesmo a minha fazendinha no Colheita Feliz. Logo, caiu por terra toda a minha esperança nessa maldita lei.

*****

Acordei cedo na segunda e tive que matar aula (olha só que pena) para poder ir me alistar. Depois de tomar um banho cheiroso e b0tar uma roupa apresentável ao quartel, peguei os documentos que tinha que levar – RG, Certidão de Nascimento, CPF, Comprovante de Residência e 2 fotos 3×4, pra quem quiser saber – e esperei meu pai chegar pra me levar. Afinal, eu não fazia a mínima idéia de aonde era e como chegar lá, só sabia que era em Madureira.

Eram 8 horas da manhã quando eu cheguei no local de alistamento e me deparei com duas filas – Uma para apresentar os documentos para o cara la guardar e depois me devolver quando fosse minha vez, e a outra fila era filha da putamente enorme, para as pessoas que estavam esperando serem chamados pra fazer todo o processo de bater um papo com os caras e preencher a ficha.

Usei todo a minha habilidade no Paint, hm’

Vocês não imaginam como aquilo se compara com um zoológico. São pessoas de vários tipos, vários visuais e todo mundo feio (afinal eram todos homens).

Tinha alguns caras lá que tinham a maior cara de “Sou do morro mermão, mexe comigo não maluco!”, outros com cara de “Sou apenas um nerd e estou com medo desse negões flamenguistas do morro”, alguns com cara “Sou playsson e vim de bermuda e chinelo porque posso, comprei na WQS”, alguns com cara “Tem muito homem junto aqui. Gostei.”, e outros que não tinham expressão alguma.

Pra minha “sorte”, fiquei logo atrás de um cara muito estranho: ele tinha cara de ter uns 20 anos e estava fazendo não-sei-o-quê lá. Ele usava o cabelo curto, mas uma barba no estilo Tico Santa Cruz, do Detonautas (aquele mesmo de “A Fazenda”).

Mas apesar de ter cara de roqueiro, se vestia como um surfista pobre.

Imagine ele com uma roupa de surfista,  blusa vermelha e short amarelo.

Depois de mais ou menos 1 hora na fila, um dos caras na minha frente têm a brilhante idéia de puxar seu celular do bolso e começar a tocar música gospel no auto-falante, no último volume.

Agora imagina a cena, você numa fila absurda, demorando pra caralho, num calor da porra, ai chega um infeliz e começa a tocar música gospel no seu ouvido. Todos da fila se viraram pra ele quando começou a tocar a música, mas o cara simplesmente ignorou. Ele só escapou de pegarem o celular e enfiarem na rabiola dele porque ele tava com a mãe e uma irmãzinha de uns 5 anos.

Outra “coisa” que eu reparei foi um cara bem playsson lá, com camisa da Quiksilver e bermuda da Volcom, que estava acompanhado de um amigo gordinho, feio pra caralho, e que pelo jeito adora dar o brioco na esquina. E pra piorar, estava com uma camisa regata do Fluminense. Significa.

*****

*Uma dica: se você não quer ser zuado num local onde os generais, sargentos e etc gostam de zuar os novatos, não vá com o seu amigo boiola.

*****

Depois de 3 HORAS na fila, finalmente entrei com mais 4 indivíduos numa sala. Nessa sala, havia um tipo de esquema industrial pra atender: haviam duas pessoas que te atendiam inicialmente pra preencher os seus dados na tela do computador e imprimir o teu CAM (Certificado de Alistamento Militar). Depois, você senta num dos bancos amarelos e vai esperando sua vez para chegar numa mulher lá, a qual vai te pedir pra assinar o teu CAM e depois pegar tua digital e passar na folha.

Ao final desse processo, a mulher diz que dia e mês você terá que se apresentar ao quartel pra fazer exames físico, psicológicos, ortodentários e etc. Eu caí pro dia 23 de Setembro, 6 dias antes do meu aniversário.

Quando finalmente consegui sair daquele lugar e parar de cheirar um fedor de gato morto, eram exatamente 11:09 da manhã.

Resumindo, se alistar não é nenhum bicho de sete cabeças, quem te atende não é nem um oficial do exército nem nada, e o clima lá ainda nem reflete o clima militar original. A foda é o tempo de demora. Não seja burro que nem eu e leve o seu MP3 pra passar o tempo.


3º ano porra!

Você, leitor ávido que acompanha sempre o blog (tá, vou fingir que você realmente existe) já deve ter percebido que tou sem escrever a uma cacetada de tempo. A última vez que escrevi alguma coisa aqui foi a uns 2 meses atrás e pra dar feliz aniversário pra esse blog que estás e ler-lo-eilo-lo.

Mas a culpa é da escola (sempre).

Tou no 3º ano e tenho que estudar como um filho da… da… da Maria do BBB 11.

*****

Por falar em Maria e Big Bosta Brasil 11, com a minha ausência no blog não pude comentar o fato de a vencedora ter sido a Maria e os outros dois terem sido Daniel e Wesley.

Sinceramente eu me sinto envergonhado de morar num país em que acham que uma mulher – que não fez nada no programa além de tentar saciar seu apetite sexual por rolas – mereça ganhar o prêmio de 1,5 milhões.

O segredo de como diabos essa atriz de canal privê conseguiu ganhar o público é a seguinte: ela conseguiu usar o Maurício e o Wesley pra se tornar a pobre mulher apaixonada, que foi chutada pelo homem o qual seu coração teoricamente bate, e que depois conseguiu superar com outro homem.

Meus amigos, a porcentagem de mulheres nesse Brasil verde e amarelo que já passaram por uma situação em que foram perdidamente apaixonadas por um cara (lê-se chatas pra caralho) e o homem em questão não aguentava mais elas, é de 100%. O número de telespectadores que assistem Big Brother é formado 80% por mulheres. Perceberam a lógica?

Mas antes que algum ser sexualmente tarado (existe tarado não sexual?) venha falando “Porra Barbosa, mas a Maria era gostosa pra caralho! Vai tomar no seu cu seu viadinho!” – Em nenhum momento falei que ela não era gostosa. Em momento nenhum falei que não gostaria de passar meu salsichão naquela rabiola.

Mas PORRA, ela é uma depravada. Não tou dizendo que isso é um defeito – e não é; aliás, se você tem entre 17 e 20 anos e é sexualmente depravada, deixe seu msn nos comentários tá? – , mas eu não namoraria, quiçá casaria com uma mulher sabendo que milhares de pessoas estariam se masturbando vendo um video dela naquele exato momento.

*****

Voltando ao assunto, até pouco tempo cheguei a cogitar em não escrever nesse blog por um bom tempo durante esse ano pois tou numa época escolar em que tenho que ralar muito, já que tou no 3º ano.

Mas eu pensei bem e, porra, EU TOU NO 3º ANO.

Esse é um ano que provavelmente vou ter muito mais coisas pra escrever e contar do que no ano passado. Esse ano tenho que me apresentar no quartel (o qual não quero servir NEM FODENDO), provas de vestibular, ENEM, várias festinhas por aí, meus 18 anos – a qual não vai ser uma verdadeira comemoração de 18 anos se não acabar em mulheres nuas pelo chão da minha casa – e a minha festa de formatura do meu colégio, em que estou desde o Jardim III. Eu merecia receber um troféu no final do ano só por isso.

Por essas razões eu COM CERTEZA vou estar escrevendo aqui num futuro bem próximo. Provavelmente essa semana vou me apresentar no quartel, aí eu posto aqui como foi lá.


Follow Politicamente Corretos 4.0 on WordPress.com

Visitas

  • 126,592 Bizoiadas

Destaques

Desenhos/séries que marcaram minha infância : Você têm saudades de quando era criança? Então saiba aqui os 5 desenhos que sinto mais falta;

Caos no Rio de Janeiro : Saiba tudo o que aconteceu quando houve a grande guerra entre o morro e a polícia carioca, além da tomada do Alemão;

Prêmio multishow, um fiasco : A versão 2010 do prêmio que premia as melhores bandas e cantores do Brasil foi um tanto quanto estranha. Saiba porquê.

-Mais dos melhores posts você vê aqui


%d blogueiros gostam disto: