Diário das provas finais.

Por Barbosa

A grande arte de ficar em prova final é dominada por poucos. Exceto na minha escola, em que a grande maioria tem PhD nisso. E eu não sou uma exceção. Se você é um aluno nota 10 que sempre passa direto e se pergunta “como esses idiotas conseguem?”, você vai aprender agora como funciona a coisa toda.

Você começa a trilhar o caminho do desgosto escolar  na virada do ano, assim que promete para si mesmo que irá estudar igual a um condenado no ano seguinte. E claro, você não cumpre. Afinal, estudar pra quê né seu presidente?

Eu comecei o ano me ferrando em Química e Física – que ironicamente eu não fiquei no final do ano – mas eu acabei ficando em Sociologia e Literatura. Me explica COMO ALGUÉM CONSEGUE FICAR EM LITERATURA?

No dia em que seriam anunciados os imbecis que ficaram em prova final e os CDF’s que passaram direto a coordenadora chegou na nossa sala e começou a falar os nomes de quem não estaria em prova final. Teve gente, já garantidos que tinham passado, que nem foram, ou como o exemplo do meu colega Lucas Valdez que foi de bermuda, chinelo e uma camiseta estranha lá. Isso dá muita raiva.

Só melhorou quando um dos muleques da minha sala, que digamos assim, tirou notas boas o ano todo e achava que ia passar direto, foi informado que ficou em religião. Sério, RELIGIÃO. O muleque ia ter que ir pra escola apenas pra ter aula e prova de religião. Ele ficou com tanta raiva que parecia que tinha acabado de perder na Megasena por causa de um mísero número.

Logo após, a coordenadora começou a anunciar as matérias que as pessoas ficaram – com um sorriso maléfico no rosto – e quando seriam as aulas e provas. Graças a Deus não fiquei em Química. Se eu ficasse em química estaria fodido. Não sei nada de Química. Aliás, how the fuck eu consegui passar em química??

Mas enfim, fui pra casa já sabendo que teria que estudar muito. E o que foi que eu fiz? Estudei um dia antes da prova de cada matéria.

Meu esforço pelo estudo.

E não é que tava fácil? Percebi que se eu tivesse me esforçado um pouco que fosse em Sociologia e Literatura durante o ano eu não ficava nessa porra de prova final.

A minha primeira prova foi a de Sociologia. Era a que menos me preocupava, pois a prova final teria questões das provas que cairam durante o ano, então era só memorizar as respostas. E olha que muita gente ficou em sociologia, principalmente o pessoal do 1º ano, que foram postos na mesma sala que a minha turma. Puta que pariu, quase a turma inteira deles ficou, e é a turma mais diversificada do Pio XII: tinha emos, maconheiros, cachaceiros, piranhas, coloridos, strondas, estranhas e por ai vai. Me senti acuado num mundo estranho, e acabei logo aquela prova pra meter o pé de lá.

Como quem tivesse acabado podia sair de sala, fui pro pátio da escola dar um tempo, já que ainda era 7 e pouca da manhã. Encontrei com alguns amigos que estavam esperando o horário de suas respectivas aulas e provas e ficamos batendo um papo. De quebra, percebi que a melhor maneira de se ficar tranquilo em prova final é conversar com alguém que se fudeu mais do que você. Me perguntaram em quantas matérias eu tinha ficado, e ao falar duas, me chamaram de nerd. Me deu vontade de falar “não, tu que é burro mesmo”, mas fiquei na minha.

Quando deu 8:40 resolvi ir embora pra casa. Mas quando chego na portaria sou avisado que a escola não estava liberando ninguém, só com a assinatura do responsável na agenda, ou teria que esperar até 12:20 pra ser liberado. EU TIVE QUE FICAR NAQUELA MERDA NUM CALOR QUE FAZ O INFERNO PARECER UM RESORT DE FÉRIAS ATÉ 12:20! E sem ter nada pra fazer. Quando deu 12:20 fui pra casa com muita raiva e proferindo todos os palavrões possíveis para a escola, a direção e toda sua futura geração.

O post tava meio sem foto, então resolvi botar uma foto sem sentido. Hm’

Alguns dias depois, foi a vez da prova de Literatura. Cheguei na sala e só tinha umas 6 pessoas pra fazer a prova. Me senti a pessoa mais burra do mundo. E mais uma vez acabei a prova bem rápido e desci pro pátio.

Conversei mais um pouco com o pessoal que lá estava, fui persuadido pelo Igor a fazer ajudar no trabalho de inglês do curso dele e depois eu quis meter o pé. Chegando na portaria, sou impedido de sair mais uma vez e sou cobrado pela secretária de que preciso da agenda. Num movimento em câmera lenta digna de Hollywood, puxei a agenda com a assinatura da minha progênitora e esfreguei na cara da mulher. Sai de lá satisfeito.

Agora já acabei minhas provas, mas só semana que vem saberei ao certo se passei de ano ou não. Vou ter que ir pela ultima vez no ano naquele inferno pra pegar meu boletim, e espero que eu saia feliz de lá. Porque eu juro que se eu repetir de ano por causa de LITERATURA, eu vou botar uma bomba no carro da professora.

***

Obs.:

– Lucas e Luiz Felipe não ficaram em prova final – o Luiz chegou a repetir em uma máteria lá, mas ele estuda na Faetec, é bagunça mesmo.

– Thaiza ficou em prova final em química. Se por um lado eu não me fodi, ela se fodeu de verde e amarelo.

Por Barbosa

 

Anúncios

3 Responses to “Diário das provas finais.”


  1. 1 Rafa 19 dezembro, 2010 às 1:39

    adoreeeeeeeei best !!!
    tá ficando bom nisso ein (:
    mt leeegal ! s2

  2. 2 Simões 20 dezembro, 2010 às 15:01

    barbosa, tambem tive um problema em literatura, mas foi pq a prof é uma toupeira.. mas enfim, tu é mt burro HUSAUHASHUASUHA

  3. 3 Gabi Casares 28 dezembro, 2010 às 18:40

    aguenta aí: fiquei em Educação Física. precisando mais que química.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Follow Politicamente Corretos 4.0 on WordPress.com

Visitas

  • 128,346 Bizoiadas

Destaques

Desenhos/séries que marcaram minha infância : Você têm saudades de quando era criança? Então saiba aqui os 5 desenhos que sinto mais falta;

Caos no Rio de Janeiro : Saiba tudo o que aconteceu quando houve a grande guerra entre o morro e a polícia carioca, além da tomada do Alemão;

Prêmio multishow, um fiasco : A versão 2010 do prêmio que premia as melhores bandas e cantores do Brasil foi um tanto quanto estranha. Saiba porquê.

-Mais dos melhores posts você vê aqui


%d blogueiros gostam disto: