Arquivo para julho \24\UTC 2010

Toy Story 3, sem o D.

Por Barbosa.

Ultimamente venho pensando bastante em como minha infância foi divertida e como ela não volta mais. Eu tinha muitas fitas VHS de vários filmes infantis, tipo Vida de Inseto, Toy Story, Rei Leão, Hércules e, vejam vocês, até Popeye. Filmes que eu botava toda hora pra ver de novo, e de novo e de novo. E ir ao cinema ver Toy Story 3 me fez relembrar isso tudo.

Era uma segunda feira e eu, que estou sem aula, estava como todo bom vagabundo: dormindo até ao meio dia. Ai eu acordo com meu pai me ligando, que me pergunta: “Ta de bobeira?”. A resposta era tão óbvia que ele nem me esperou responder. Então ele me chama – ou melhor, me INTÍMA – a ir com ele e meus dois irmãozinhos de 5 anos no cinema ver Toy Story 3, pois já que ele estava sozinho, precisava de alguém que ajudasse a tomar conta dos dois.

Eu só não fiquei mais puto de ir ver esse filme porque ele era em 3D, e filmes em 3D são de arrancar as bolas de legal. Então nós fomos para o Carioca Shopping as 3 da tarde pra comprar o ingresso do filme, que começava as 3:30.

Quando começamos a subir a escada rolante pra entrada do cinema, nos deparamos com uma fila filha da putamente imensa. Pra você ter noção, parecia que tavam vendendo ingresso pra um show da Madonna, RBD, Justin Biba ou sei lá quem conseguiria encher um show aqui no Brasil.

Fila no Cinemark.

Continue lendo ‘Toy Story 3, sem o D.’

Anúncios

Olha a cobra! Ah, era mentira, foi mal.

Por Barbosa

Desde os tempos mais primórdios existe uma festa chamada Festa Junina, que como o nome ja diz, é comemorada em Setembro – sacanagem uhahauh. Essa festa comemora… éerg, comemora… alguém ai sabe que porra se comemora na festa junina?? Seria o orgulho caipira?? Mas enfim…

Não se sabe quando, nem onde e muito menos o por que de existir essa festa –  que também é chamada de Festa de São João – mas nós brasileiros mesmo assim comemoramos essa bosta. E ela por ser uma festa típica, tem todo um jeito típico de se comemorar.

Por exemplo, uma festa junina não pode acontecer se não tiver alguém soltando varios balões. Balões esses que eventualmente irão cair no telhado do seu vizinho chamado Evaristo que acabará resultando num incêndio gigantesco na casa, resultando assim num processo nos seus pais. Mas quem liga pra isso né? Outra coisa que não pode faltar é a famosa queima de rosca fogos. E como de costume, sempre sobra pelo menos um rojão, que no dia seguinte é soltado de manhã cedo por um filho da puta qualquer.

Rojão de pequeno porte sendo solto numa festa junina.

Continue lendo ‘Olha a cobra! Ah, era mentira, foi mal.’

Jay hooooo.

Por Barbosa.

Você ávido leitor se lembra do post “Ai espeake ingrês veri uel” em que eu esculhambo as aulas de línguas estrangeiras na escola, as professoras dessas matérias e toda suas árvores genealógicas?

Então fazendo jus a tudo aquilo que eu escrevi, as duas professoras resolveram se juntar e dar um trabalho duplo para foder os alunos duplamente.

A nossa tarefa era fazer um vídeo de uma música, que seria exibido para a nossa turma toda e mais uma outra qualquer na sala de vídeo. Podia ser uma imitação de um video clipe já existente ou uma merda qualquer que viesse da nossa cabeça, só importava que tinha que aparecer o grupo todo na filmagem.

De início achei a ideia legal, sendo que assim que a professora de inglês anúnciou o trabalho eu só pensei em um clipe para imitar. O clipe do Blink 182, da música The Rock Show.

Continue lendo ‘Jay hooooo.’

Bruno é o cacete, meu nome é Zé Pequeno!

Por Simões.

Peeeeeeeeeeeessoal, eu estou de volta! – foda-se né? HAHA –

Enfim… acho que todos vocês devem estar sabendo do bandido que tem andado solto pelas ruas ai. Digo, que tem/tinha andado pelos campos do nosso futebol. É o goleiro Bruninho, chefe do tráfico do morro da Gávea.

Nesse local há uma concentração de marginais e bandidos que estão sendo anunciados ultimamente. Alguns deles dizem que fazem sinal da Vila Cruzeiro, ou seja, CV (Será que esse corno do Adriano acha o povo tão burro a ponto de acreditar nisso?), o outro que anda com um dos traficantes mais procurados pela policia e diz que só foi visitar alguns amigos…

Lógico po, não temos nada contra pessoas que são muito amigas de bandidos, é uma coisa totalmente comum hoje em dia, qual seria o problema? – N.

Continue lendo ‘Bruno é o cacete, meu nome é Zé Pequeno!’

Porque criar um blog?

Por Barbosa, Simões e Luiz Felipe.

Um dia um velho sábio me disse que “as perguntas movem o mundo e não as respostas“. Então a pergunta que ta no título deste post move o mundo, que legal ein! Mas estou tentando responder essa pergunta para mim mesmo a algum tempo, e para isso tentarei usar a ajuda e o saco de vocês, ó ávidos leitores.

Esse blog começou da forma mais despretensiosa possível: era carnaval aqui no Rio, todo mundo tinha viajado e eu fiquei em casa chupando dedo. Na tv só se passava mulheres semi nuas sambando – não que eu esteja reclamando, mas uma hora enjoa.

Eu era um simples idiota com um computador em mãos que só sabia ficar no MSN e no Orkut. Levando em considerção que todo mundo tinha viajado, esses dois se tornaram tão uteis para mim quanto uma camisa do Corinthians para um palmeirense. Aí então resolvi explorar mais a internet.

Descobri então que meu amigo de longa data, Guilherme, que eu já não via a uns 4 anos, tinha um próprio blog chamado Nerd Calculista e que estava famoso, vejam vocês, por causa do Blog. Garotas que ele nunca sonharia em ter na época de Pio XII (nosso antigo colégio em que eu ainda estudo) estavam chamando ele de lindo no Tuínter e nos comentários do blog. Decidi ler os seus posts e cheguei a rir com alguns. O moleque que antes era um branquelo, magricelo e que adorava Yu-Gi-Oh aprendeu a escrever! Mas continuou branquelo e magricelo, se gosta de Yu-Gi-Oh ainda já não sei.

Continue lendo ‘Porque criar um blog?’

Uma caixa de lápis de cor.

Por toda minha infância eu ouvi dos meus pais que se algum dia eu virasse gay eles me matavam. Se eu botasse um brinco eles matavam. Se eu fizesse uma tatuagem eles me matavam. Se eu virasse flamenguista eles me matavam. Talvez por conta dessa pressão eu não tenha virado um garoto afeminado ou um marginal assassino de mulher – sim Bruno, estou falando de VOCÊ.

Mas pelo jeito alguns adolescentes de hoje em dia não tiveram pais como os meus. Afinal, garotos (ou garotas, tenho minhas dúvidas) como Pe Lanza, DH e outros provavelmente não obtiveram uma boa surra quando eram pequenos, o que resultou nisso:

vergonha, pura vergonha para os pais.

Se você não percebeu, esse post é sobre os “homens” – perceba que a palavra homens está entre aspas – que tem suas bandinhas e se intitulam pessoas coloridas. Não, não estou falando dos Power Rangers.

Continue lendo ‘Uma caixa de lápis de cor.’

No avião de volta pra casa.

Por Barbosa

Hoje, dia 2 de Julho de 2010, um dia que tinha tudo para ser dia de alegria e diversão – e muita cerveja -, morre mais uma vez o sonho de um Hexacampeonato. Não, não estou falando do Framengo, quiçá a Associação Desportiva São Paulo Futebol Clube de Regatas.

O Brasil tinha mais um jogo da Copa do Mundo no dia de hoje, contra a laranja mecânica, mais conhecido por vóis micê por Holanda.

Acontece que desde o último jogo do Brasil, contra o Chile, que eu soube que nosso próximo adversário seria a Holanda, eu já sabia do nosso provável futuro. Não me deixei enganar em nenhum momento, e esse tempo todo – tipo, de segunda até sexta – eu disse para quem quisesse ouvir que a Holanda ia passar pelo Brasil como um rolo compressor.

Antes de começar o jogo eu pensei comigo mesmo: “Esse jogo vai ser 2 x 1 pra Holanda”; Veja você que se eu tivesse jogado no bolão eu ganharia uma grana, além de levar porrada dos outros torcedores porque botei um resultado contra o Brasil. Mas começa o jogo e o Brasil estava jogando bem, terminando até o primeiro tempo com um 1 x 0 a favor.

Continue lendo ‘No avião de volta pra casa.’


Follow Politicamente Corretos 4.0 on WordPress.com

Visitas

  • 128,813 Bizoiadas

Destaques

Desenhos/séries que marcaram minha infância : Você têm saudades de quando era criança? Então saiba aqui os 5 desenhos que sinto mais falta;

Caos no Rio de Janeiro : Saiba tudo o que aconteceu quando houve a grande guerra entre o morro e a polícia carioca, além da tomada do Alemão;

Prêmio multishow, um fiasco : A versão 2010 do prêmio que premia as melhores bandas e cantores do Brasil foi um tanto quanto estranha. Saiba porquê.

-Mais dos melhores posts você vê aqui


%d blogueiros gostam disto: